• Ana Luiza Parente

Au Pair Holanda e EuroTrips

Atualizado: 4 de Mai de 2019

Fiz meu processo de Au Pair na Holanda todo online. Não foi um processo tão rápido e fluido como foi o dos EUA que fechei com a primeira família. No caso da Holanda, fiz umas 6 entrevistas com famílias diferentes até encontrar a minha. Mas isso faz parte, é só lembrar que tudo acontece no tempo certo: confie!!


E se você achou o programa de Au Pair nos EUA barato, o da Holanda então... EUR 32,00. Sim, 32 euros. Google it. E a notícia boa é que você pode ser Au Pair na Holanda até os 30 anos, diferente dos EUA que é até os 26.


Na Holanda, cuidei de gêmeos de 5 meses. Eu não tinha nenhuma experiência com babies antes de ir, e eu contei para a Host Family, mas eles disseram que tudo bem e que iam me ensinar. Ah, isso é uma coisa legal de citar também, antes de fazer au pair nos EUA, eu nunca tinha trabalhado com crianças e para falar a verdade eu achava que eu não era muito fã. Falo “achava”, porque na maioria das vezes a gente se limita em frases do tipo “ai não, não tenho paciência” ou “não tenho coragem”, e blábláblá, sem nunca ter passado pela experiência. Tudo isso são limitações! Você tem paciência sim, e você tem coragem sim, basta acessá-las, e basta querer! Quando coloquei na cabeça que queria fazer o Au Pair, comecei a adquirir mais experiências aqui no Brasil antes de começar o processo, e a trocar ideias com meninas que estavam fazendo o intercâmbio lá. Quando a gente vai atrás do que quer, adquirimos força, coragem e qualidades que nem sabíamos que tínhamos por acomodação.


Voltando as bebês, em 1 semana com eles, descobri uma mãe que tinha dentro de mim. Criei uma relação muito forte com eles, e eles me ensinaram muito. Trabalhar com crianças é um ensinamento. Principalmente essas crianças da nova geração que já nascem sabendo de tudo. Que seres iluminados!

Tem momentos difíceis? Claro que tem. Pode bater a vontade de largar tudo e vir embora? Claro que pode. Mas isso é em qualquer experiência que você tiver lá fora, independente do trabalho e independente do lugar. Minha relação com a HF na Holanda foi mais de trabalho do que intercâmbio. Achei sim os europeus mais reservados como as pessoas geralmente falam. Mas, acho que não existe bom ou ruim, tudo é adaptação e flexibilidade.


A Holanda é um país lindo, super seguro, e Amsterdam tem um clima sem igual. Morei em Naarden-Bussum, ficava uns 30 minutos de Amsterdam. Mas, como nem tudo são flores, é um país que faz frio e chuva praticamente o ano inteiro, lembrando que você anda de bicicleta para cima e para baixo, então tem que ir bem open para isso. Ir no mercado, no bar, na aula de bike é sim maravilhoso, mas lembre que você vai pegar neve, chuva, vento, sol, todos os climas possíveis.

Gosto da frase “Tudo vale a pena quando a alma não é pequena”, tudo é experiência! E ah, a maioria das famílias holandesas tem casa de praia em algum outro país da Europa, a minha, por exemplo, tinha em Ibiza. Nada mau né? :)


Além disso, viajar pela Europa é um pulo, e muito barato. Lugares que conheci sendo Au Pair na Holanda: Suíça, Irlanda, Bélgica, Itália, França, Alemanha, Espanha, República Checa, Hungria, Eslováquia, Áustria, Portugal, Croácia, Eslovênia, Grécia, Bulgária, Londres, Edimburgo.

Suíça: fiz uma trip de final de semana para Zurich e Basel. Existem dois grupos no facebook que fazem trips de final de semana pela Europa e são ótimos: “Wanderslust Student Trips” e “pm2am – Student Trips”. Uma das vantagens é que não gasta com acomodação, dorme no ônibus na maioria das vezes.





Irlanda: fui visitar minha amiga que mora em Dublin. Cidade super alto astral e agitada. Ótimo para quem curte a vida noturna. E para quem quer explorar as belezas naturais da Irlanda, em Dublin mesmo tem várias agências que fazem passeios. Escolhemos uma aleatória que encontramos na rua e fomos conhecer o Cliffs of Moher, um dos lugares mais lindos que já vi. Quem tem pouco tempo na Irlanda assim como eu tive, não deixe de conhecer!!


Bélgica: conheci Bruxelas e Bruges. Bruges foi minha favorita. Ambas foram Day trip saindo da Holanda. Vantagem da Europa: 2 horas de carro ou trem você já está em outro país, outra língua, outra cultura, outro mundo.

Bruxelas fui com uma amiga, e Bruges fui com meus tios e minha mãe quando vieram me visitar. É legal de citar que minha mãe e tios ficaram hospedados comigo na casa da minha Host Family. Eram férias de agosto, e minha Host Family estava viajando e deixou a gente ficar lá em casa.



Itália: Ah Itália! Maravilhosa!! Fui nas férias de agosto.

Foram 4 dias em Roma, 1 em Florença, 1 em Verona, e 2 em Veneza. Tanto em Roma quanto Veneza fiquei em Camping, achei uma experiência muito legal! Em Roma foi pelo PLUS Camping, e em Veneza no Camping Rialto. Ambos encontrei pelo HostelWorld. Para me locomover de uma cidade para outra usei ônibus, a maioria foi Flixbus, mas tem um app que gosto de pesquisar transportes pela Europa que se chama GoEuro, ele mostra as melhores opções, sejam ônibus, trem ou avião.


Paris: confesso que foi um local que me surpreendeu. Não sou muito de cidade, gosto mais de me enfiar no meio do mato, mas Paris sem dúvidas tem uma energia especial no ar. Essa também foi uma trip de férias quando meus tios e minha mãe foram me visitar no meu ano de Au Pair. Fomos de ônibus partindo da Holanda, pelo Flixbus.




Alemanha: Berlin e Munich. Berlin fiz uma trip de final de semana saindo de bus de Amsterdam. Fiquei em um hostel pelo HostelWorld, o nome era "Heart of Gold", achei super bom, bem localizado também. Estava eu e uma amiga minha da Grécia nessa trip, e por sincronia do universo acabamos ficando um um quarto compartilhado que tinha mais dois gregos. Foi bem legal, acabamos ficando todos amigos. (Para quem ainda tem receio de ficar em quarto compartilhado em Hostel, apenas experimente, vá de coração aberto, você aprende muito quando se permite conhecer pessoas). Berlin é Berlin, cidade fantástica, cheia de história e com uma vibe super alternativa.

Quando fui para Munich foi para ir na Oktoberfest. Foi através daquelas trips feitas pelos grupos do facebook: “Wanderslust Student Trips” e “pm2am – Student Trips”. Se eu tivesse mais tempo ficaria mais na cidade, com certeza ela tem muito mais a oferece, porém era o tempo que eu tinha disponível, vale muito a experiência.


Espanha: Ibiza e Barcelona.

Ibiza: esqueça tudo que você já ouviu falar de Ibiza, aquela parte das festas, baladas e perdições.

Agora escute a minha versão. :)

Sem dúvidas é um dos meus lugares favoritos nesse planeta Terra. Uma ilha cheia de magia e uma beleza natural sem igual. É uma praia mais linda que a outra, então o ideal é alugar um carro e ir para todos os cantos da ilha, você não vai se arrepender. Foi lá, que mesmo sem nem saber, me reconectei com meu lado espiritual, com minha intuição. Foi lá que, um dia, chegando em uma daquelas paisagens de tirar o folego, me deparei com uma ilha e chorei. Sem entender nada, simplesmente chorei e senti. Depois, chegando em casa, minha mente quis entender, e foi atrás pesquisar a respeito: ES VEDRA, uma pequena ilha rochosa, que vemos ao chegar na praia de Cala d’Hort. Dizem as boas línguas que é o terceiro ponto mais magnético da terra (depois do Polo Norte e Triângulo das Bermudas). Diz a lenda, que foi a casa de sereias e ninfas do mar. O que eu posso afirmar é que senti na pele a energia daquele lugar sem nem saber nada sobre ele.

Como minha HF tinha casa de praia, fui para lá muitas vezes no ano e em todas as estações, e recomendo todas, pois o clima é muito bom. Claro que no inverno tem um ar mais friozinho, mas nada que atrapalhasse a galera que vem do frio da Holanda a tomar um banho de mar!!

Barcelona fui no inverno, foi trip de final de semana também saindo de ônibus de Amsterdam. Foi muito legal para conhecer a cidade, mas quero voltar no verão para poder aproveitar a praia.


Minha primeira TRIP sozinha, (falo trip, pois intercâmbio sempre fui sozinha, mas é diferente). Escolhi o leste europeu: Praga, Budapeste, Bratislava, Vienna e Hallstatt. Final de 2016, resolvi passar o natal e ano novo comigo mesma. Gosto de citar que viajar sozinho deveria ser matéria de faculdade, pois é libertador e de muito aprendizado! :) Achei um arquivo com o gasto total de passagem dessa trip, e acho legal citar: EUR 196,64, para conhecer 4 países. Usei, principalmente, o aplicativo GOEURO para passagens e viajei de: eurolines, Buscenter, Flixbus.


Dica: enquanto eu estava em Vienna, fiz uma day trip para HALLSTATT, usando a linha de trem OBB.

Valeu muito a pena, Hallstat é um vilarejo lindo no meio dos alpes austríacos, parece que você entra em um conto de fadas!!






Portugal: fui para Lisboa e foi minha primeira experiência em CouchSurfing (hospedagem de graça).

Fui com uma amiga e ficamos na casa de um Português super gente boa, que inclusive foi passear com a gente de carro pelos arredores de Lisboa. Ficamos em quarto privado, em um apartamento bem localizado. Para quem ainda tem receio de couchsurfing, mais abaixo eu relato as experiências que tive sozinha, todas ótimas, o segredo é pesquisar e ficar de olho nos reviews das pessoas. Amei Lisboa, boa comida e boa gente, conseguimos nos sentir em casa.


Terminando meu ano de Au Pair, fui fazer minha última trip sozinha: Croácia, Bulgária, Grécia e Eslovênia. Meu total de gasto de passagem foi EUR 156,14. Não gastei nada com acomodação, pois fiquei em couchsurfing em todos.

Na Croácia conheci: Zagreb e Plitvice Lakes. Bulgária: Sófia, capital. Grécia: Atenas e Santorini. Eslovênia: Lake Bled, Bohinj e Ljubjana.

Meus meios de transporte foram: Buscenter, avião (paguei EUR 9,99 pela WIZZ saindo de Milão para Sofia. Milão é uma ótima ponte aérea, fui lá só para pegar um voo), RYANAIR (paguei EUR 4,99 o voo saindo de Sofia para Atenas).

Em Santorini vale a pena alugar carro para conhecer a ilha.

Na volta voei pela Transavia, para sair de Atenas e voltar para Amsterdam.

Tudo pesquisando pelo aplicativo GOEURO.


E para fechar esse ano de Au Pair, não poderia faltar Londres né? E aproveitando que estava por lá, dei um pulo em Edimburgo, na Escócia.

Fiz essa trip em Abril, com meus tios, (sim, eles adoram me visitar hahaha companheiros de viagem).

Achei a primavera um clima super bom para conhecer o Reino Unido, nem tão frio, nem tão quente. Fomos de Londres para Escócia de trem, usando a Raileasy, e depois voltando para Amsterdam pela EasyJet.


E é isso minha gente, o importante é ir com o coração aberto para aproveitar tudo que um intercâmbio tem para te oferecer. E ir atrás daquilo que você realmente quer. Tem meninas que aproveitam para estudar, outras para viajar, namorar, casar, formar uma família, mudar de país, começar faculdade... tudo é possível!! No meu caso, resolvi tirar um ano sabático para ficar perambulando para lá e para cá.


"You will never be completely at home again, because part of your heart always will be elsewhere. That is the price you pay for the richness of loving and knowing people in more than one place."


CONTATO

Endereço:

O mundo todo

​​

     +55 48 99192-8272​

analusparente@gmail.com

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram

© 2018 ~ 2019 astronômade

Todos os direitos reservados

ÂME_STUDIO_oficial_BRANCO_E_COR.png

amorosamente desenvolvido por